Acorde Bem

Acordo de segunda a sexta às 5:10h, não me pergunte por que os “10”, não sei a resposta, mas de resto sei tudo, “tim tim por tim tim”.
A filhota estuda de manhã, vai de escolar, é a primeira na rota, às 6:10h (ó o “10” aí), pontualmente, a van está na porta.

Bella já tem 12 anos, sei que dá conta de fazer tudo sozinha, ou que eu poderia só acorda-la e então voltar pra debaixo da montanha de edredons, mas gosto de arrumar seu lanche, de insistir (inutilmente) que coma algo antes de ir e então descer até a portaria com ela, não é por segurança, disciplina, nem nada disso, é só carinho.

Daquelas coisas pra nunca esquecer e que um dia, quem sabe, talvez vire um texto pra fazer pensar, às 5:10h…
A gente só precisa de carinho, dar e receber, e isso fica pra vida toda.
Bom dia!

LB

Hoje Eu Não Vou Arrumar a Cama

Regenerativo de 10km que virou um treino “massa” de 12km. (Sou de outra geração, não falo “top”, é “massa” mesmo). Bom domingo!

Rebeldia (madura) de domingo de uma mãe que rala.

Hoje não vou arrumar a cama…
Aliás, estou nela até agora e já passam das 9h.
Deixarei tudo dessarumado, só alimentarei os gatos, as filhas que se virem, já dão conta, vou correr, na rua ou na esteira, depois Rcomprarei pão francês (uns 4) e geléia (ostentando), farei um café e ficarei sem fazer absolutamente nada, ou irei pra casa de alguma amiga, assim também, na cara dura.

Abrirei um vinho na hora do almoço e o tomarei todo, sozinha! Ah, e antes dele uma Stella, que é “pra lavar o peritonio”.

Não largarei o celular um segundo se estiver com vontade de ficar conectada (eu gosto, uai!) , se não estiver, não olharei e nem responderei mensagens, ou só as que me interessarem, mas definitivamente não abrirei emails e nem o site do banco.

Já mandei uns e umas 3 ou 4 “tomar no cu” mentalmente. Gente esnobe, fofoqueira, intrometida e que além de não ajudar, atrapalha. Hoje não sentirei também nenhum remorso por querer que se phodam.

Ouvirei música alto, as que gosto, dançarei e cantarei as preferidas e chorarei com as tristes. (Tadinhos dos vizinhos).

Ah, e por último, não queira saber o que penso sobre isso ou aquilo ou sobre vc…é que hoje fui invadida e tomada pela verdade e sei que só essa frase já elimina um monte de gente.

É…pode ser bom ser rebelde aos domingos, um pouco de egoísmo não faz mal a ninguém.

Não concorda? Não gostou?
Bom dia pra você, mas hoje eu não vou arrumar a cama!

LB

‪#‎partiurebeldia‬ ‪#‎partiucorrida‬

Eu Não Desisto

md atacama com dataMuita gente não consegue entender, na verdade, acredito que a grande maioria… como que alguém que não tem mais carro, que já cortou tudo o que podia (só faltam os pulsos), continua querendo correr pelo mundo levando a bandeira da solidariedade?
Talvez seja por isso mesmo…
Ganhei inscrição do Parrilla del Mercado e as passagens já estão na mão.
Mais uma vez a única certeza que tenho, assim como foi na Maratona da Grande Muralha, na China, é que eu vou!
Por isso treino muito, dedico, tenho disciplina, para fazer com que as pessoas acreditem! Acreditem que a única diferença entre quem realiza seus sonhos e quem não, é a fé e a persistência.
Eu não desisto.

OBRIGADA!!!

LB

O Que os Comerciais de Margarina Não Contam

Todo mundo, e aí eu eu ouso afirmar que é todo mundo mesmo, ao se casar pela primeira vez, pensa: “com a gente será diferente, lutaremos para não cair na rotina, respeitaremos um o espaço e a individualidade do outro, nunca nos ofenderemos ou agrediremos intencionalmente, não haverá segredos e a harmonia imperará no nosso lar”

O mesmo acontece quando chega a decisão de ter filhos: “será diferente, filho meu jamais fará uma birra, darei atenção integral, terei sempre paciência, não levantarei a voz jamais, as crianças serão companheiras, amigas, dividirão tudo e respeitarão a todos, não terão problemas , faremos passeios bucólicos e assim crescerão, em paz e harmonia.”

Geralmente esses pensamentos ocorrem entre 25 e 30 e poucos anos…hormônios borbulhando, relógio biológico a mil, precisamos reproduzir, perpetuar a espécie! A natureza é muito sábia!
Sábia, “falsiane” (como dizem as minhas filhas) e FDP! Kkkkkk

É, porque de alguma forma mesmo a gente sabendo disso tudo, ela muda uma chavinha na nossa cabeça, que nos faz esquecer, ou nem menos ponderar as inevitáveis e insanas TPMs, falta de grana, cansaço, frustrações, decepções, sonhos abandonados, libido no limbo, brigas, possíveis traições e tudo mais que envolve o mundo real.

O mesmo vale para os filhos, os bichinhos não vem com manual de instrução, são cada um completamente diferente do outro e demandam muuuuuito mais atenção, carinho e paciência do que jamais imaginaríamos. Mesmo que vc seja mestra zen budista, as brigas acontecerão, geralmente sobra tudo pra mãe (pelo menos na maioria das famílias tupiniquins de classe média) e alguns dias teremos sim vontade de esganar e de sumir!

Agora, o que a propaganda de margarina também não conta é que inexplicavelmente isso tudo valerá a pena, vc se descobrirá muito mais forte do imagina e entenderá que felicidade não se enquadra em comerciais de 30 segundos, são preciso anos, as vezes décadas, para perceber que assim é a vida e que essa força maior que nos faz ir adiante ela sim é, por si só, a felicidade. Que iremos chorar, querer desistir, acharemos que é só com a gente, teremos vergonha, sentiremos raiva, medo e solidão, mas mesmo assim seguiremos em frente e aí, nesse momento damo-nos finalmente conta que o tão almejado amor, é tão somente isso: aceitar e seguir em frente, com paz e tranqüilidade com a certeza de a felicidade está não no outro, no filho ou nos bens, mas dentro da gente.

Essa felicidade é doída, não podemos abusar dela, mas é gostosa e vale muito a pena.

A felicidade não é margarina, é pão com manteiga que na maioria das vezes cai com a manteiga virada pra baixo!

Pegue-o rápido, coma e agradeça!

Bom dia!
LB

Maratona Deserto do Atacama 2016 (não estou brincando)

Coragem“do Latim coraticum, derivado de cor, “coração”. Isso porque, em épocas remotas, este órgão era considerado a sede da coragem, além da inteligência.”

Frequentemente ouço pessoas se referindo à minha suposta “coragem”, e por diferentes motivos. Alguns acham essa “super exposição” algo de outro mundo, outros se encantam com as minhas verdades e ainda tem aqueles que admiram a garra, as corridas, a persistência, etc…
Eu vos digo: Não sou corajosa porcaria nenhuma!
Calma, eu explico! Sabe o que é, quando não se tem nada a perder ou nenhuma outra opção, a coragem é a única opção… além disso, aprendi com a minha mãe, que lutou contra um câncer por mais de 15 anos, que a vida é MESMO uma só, façamos pois valer a pena!
Eu não sou corajosa, simplesmente adoro e não tenho vergonha de viver; sou determinada, disciplinada, adestrada!
Ah, e posso falar? Não desisto fácil, isso eu assumo, e me orgulho! Talvez por isso prefira a versão que diz que a origem da palavra coragem seroa “agir com o coração”, aí sim, aí eu me encaixo…
Lá na Maratona da Grande Muralha (terminei em 17° na minha vcategoria e 144° geral com 6:29:33), em dois momentos, no meio de uma subida, em uma escada de 70° de inclinação, achei que ia morrer, de verdade, coração disparou e a vista escureceu e pensei: Vixe, se eu morrer aqui…vai dar um trabalhão pro maqueiro!
Mas não parei! kkkkk
É…eu não paro, na mesmo!
Imagino que você agora deva estar se perguntando ” e o que essa “muié”, essa “Zé ninguém” quer provar? Pra quem? Por que?
Bem, não quero provar nada pra ninguém além de pra mim mesma e, “o quê” eu digo sem nem pestanejar: Provo que a vida vale a pena, que é preciso acreditar e que todo mundo e que pessoas comuns são sim, como muitos dizem, capazes de feitos extraordinários e muito mais forte do que imaginam.
Então, pra você que gosta acompanha e torce,segura que ainda vou perturbar muuuuuuita gente, segura que vem muito mais novidade por aí!
E pra quem se incomoda, duas dicas: Reforça a macumba, dá uma melhorada no espumante, troca a galinha por camarão, a farofa por tropeiro (feijão pela hora da morte de tão caro). porque não foi dessa vez ainda não. Fiquei chateada sim, levei muita porrada nos últimos tempos, mas tô de volta! Euzinha, essa bobagem aqui, esse chassi de grilo,  que não desiste nunca, já conseguiu dois apoios para o novo desafio, a Maratona do Deserto do Atacama, o lugar mais seco do mundo!

Agora é hora de agradecer e re-começar a loucura, porque, graças aoParrilla del Mercado, e a um grande amigo que acho que prefere não aparecer , lá vou eu, em novembro, tá logo ali. 

Inscrição feita com apoio do Parrila e passagens na mão! Santo Pai,é tanta felicidade que não estou cabendo em mim!

Sim, eu farei 10 maratonas classificadas entre as mais difíceis do mundo, e que ninguém duvide. Ou melhor, duvidem, adoro um desafio!

O formato da campanha para o Hospital da Baleia será revisto… pouca gente doou no site, acho acreditaram que era pra mim, não era! Pois é, mas a gente reformula, corrige erros, altera, faz tudo novamente se preciso for, só uma coisa é certa, desistir, definitivamente, não está entre as opções!
E se você quiser fazer parte do projeto, ou tiver alguma boa ideia, compartilhe inbox, será muito bem-vindo.

Beijos,
LB

P.S: Profissionalmente tem novidade também, mas, uma coisa de cada vez, hoje é dia de comemorar e agradecer e vai que a macumba com camarão funciona! hahahaha
Obrigada a todos que me ajudaram a chegar até aqui, espero poder retribuir a cada um e a todos.

‪#‎encaropelobaleia‬ ‪#‎maratonadesertodoatacama2016‬ ‪#‎voucorrendo‬